segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Refúgio.



Refúgio. É onde fico e permaneço, quando o mundo já não me parece um lugar tão feliz ou confortante. Concentro-me nas coisas que me dão prazer, nas coisas que me fazem esquecer como de fato o mundo é. Meu travesseiro é o meu melhor amigo, nas horas em que mais preciso, é ele que limpa minhas lágrimas, sem reclamar, ou pedir algo em troca. Meu ursinho é meu melhor ouvinte, me escuta sempre, sem críticas ou reclamações. A música me acalma, nas horas mais angustiantes, é ela quem me transmite a minha paz tão procurada. A minha janela é o único lugar onde posso olhar, e sentir a brisa tocar levemente em meu rosto, me fazendo parar pra pensar em coisas importantes. O escuro por incrível que pareça se torna algo a qual eu me acostume e até goste, porque assim, posso desabafar e chorar, á vontade. Meu quarto se torna o único lugar no mundo, que faz com que eu me sinta verdadeiramente segura e tranqüila. O meu refúgio é somente o lugar, onde eu posso fugir da minha própria realidade. E nunca mais voltar.

Um comentário:

juliane disse...

Muito lindo Juh!